10 março 2008

Claro que eu não sei o que é cibercultura

Todo dia eu TENHO que acessar meu Orkut pra ver se ninguém mandou scrap ou alguma fofoca por depoimento falando coisas importantes, claro. Aí também dou uma olhada nos e-mails, inclusive na pasta Spam, por que, vai saber, né? Vai que tem algo importante que o Sr. Gmail julgou ser lixo? Tem que ficar de olho. De vez em quando, ainda dou uma olhada no meu extrato pelo home banking pra ver se não gastei demais me certificar que minhas aplicações estão rendendo. O MSN tenho que deixar sempre aberto, nem que seja no Aparecer Offline. O celular já faz parte do meu corpo. Fica sempre perto de mim, pra receber uma mensagem ou uma ligação a qualquer momento e o iPod ligado faz minha vida ter trilha sonora, com músicas baixadas ilegalmente da Internet.
É claro que existem muito mais coisas que eu faço todos os dias, mas só citei algumas que utilizam de aparatos tecnológicos que me fazem interagir com o Ciberespaço da tal Cibercultura que eu imaginava ser um mundo de robôs que já estamos vivendo há algum tempo e que nada tem a ver com o mundo dos Jetsons como já cheguei a imaginar.

"Trata-se assim de compreender a emergência de cibercidades [...], as nova práticas comunicacionais no ciberespaço (e-mail, listas, weblogs, jornalismo online), as novas relações sociais eletrônicas e as práticas comunicacionais pessoais (weblogs, webcams, chats, icq, listas), [...] e a nova configuração comunicacional (liberação do pólo da emissão) da Cibercultura."

LEMOS , André. Cibercultura. Alguns pontos para compreender a nossa época. In: Olhares sobre a cibercultura. Porto Alegre: Sulina, 2003.

6 comentários:

  1. oi felipe, muito bom seu post! suscinto, despretencioso e ironico! essas sao os principais requisitos para prender minha atenção em um texto. aguardarei os próximos!

    ResponderExcluir
  2. Gostei do uso que você deu para a tag <Del>. Conseguiu um texto divertido, sintetizando bem as possibilidades desta mídia. Continue, você tem futuro.

    ResponderExcluir
  3. Adoreeei!!! GArantiu boas risadas XD

    Espero estar inspirado assim para escrever sobre Web2.0 (porque meu post sobre Cibercultura tá uó, parece que tô querendo dar aula =X blééé!)

    See ya! =)

    ResponderExcluir
  4. Muito inteligente o uso do tal do DEL. (Insira uma piada sem graça aqui porque o blogger não permitiu: "Seu HTML não pode ser aceito: Tag is not allowed: < s >"
    Só conhecia para atualização de posts e coisas do tipo.
    E < RISCADO > eu odeio quem tem um iPod < /RISCADO > faz tempo que eu quero comprar um iPod.
    A cibercultura poderia ser mais barata, não?

    Boa dose de humor, parabéns!

    ResponderExcluir
  5. bem tri teu post rodaika.
    muito criativo e inteligente.
    quero ler os próximos.
    =*

    ResponderExcluir
  6. Realmente... eu também sou exatamente assim. E (ainda) não somos robôs! A Cibercultura é tudo isso que vivemos, que está diante dos nossos olhos e que faz parte de nossas ações. Continue postando... Até mais!

    ResponderExcluir