13 novembro 2008

Música do SuperExclusivo

Ontem me matei procurando pela internet uma música que toca no site dao Superexclusivo. Colocava partes da música no Google, e nada.

Tentei todas as combinações possíveis, até que, enfim, consegui descobrir o nome da música e o artista, já que no Superexclusivo aparece só um "ponto" no player.

A música é de Fábio Castro e Carlo Dall'Anese, procurei alguma coisa sobre eles na internet e não achei grandes coisas. Mas vi que eles - pelo menos o Carlo - é de São Caetano do Sul, São Paulo! No MySpace dele dá pra ver mais coisas.

A letra da música é bem legal, vou colocar aqui:

Monday 

Life sill goes on
like weeks that come and go
some people are like mondays
and some others precious gold
beyond the deepest land of truth
beyond what means
beyond what is...the walls around my heart

It's sunny but cloudy inside

Get past my monday morning
It's so hard to see you go
I don't care, I don't care, I don't care, oh no!
Get past this sounds of winter
and move on to the next girl
I don't know, I don't know, I didn't think so!

E pra ouvir:

21 outubro 2008

Novo logo RBS TV

Vamos falar do novo logo da RBS TV. Hans Donner foi o responsável pela criação e, como em todos os seus trabalhos, jogou com o lance do claro e escuro. Foi uma mudança drástica, mudaram a fonte do antigo logo, ficou totalmente diferente, com um design de certa forma adequado com a tecnologia digital que a rede está implantando no Sul do país.

Porém - sempre tem um porém - eu não achei o ele muito legível. Não sei por que, mas aquele clarão no meio das letras causa uma certa dificuldade na leitura. Sem falar que, quando vi aqueles escritos, logo me veio a cabeça que eu já tinha lido aquela fonte.

Caçando ao fundo da minha memória, lembrei de onde era, assim que cheguei em casa e entrei na home do Orkut. Sim, dali mesmo, do logotipo do Orkut, eu já tinha visto a fonte da RBS TV. Pode parecer bobagem, eu tô sempre achando algo parecido, mas é que é muito igual!

Comparem:

No "R" e no "T" percebe-se claramente a semelhança. E agora, Hans?

20 outubro 2008

Ausente

Antes de mais nada, devo me desculpar por estar tão ausente do blog. Estou muito envolvido com projetos no Estúdio, trabalhos na Faculdade e com os preparativos da minha viagem, que, em breve, eu conto aqui os detalhes.

27 agosto 2008

Lipe Jedi

Tem coisas que acontecem e Gramado e que só ficam em Gramado. E tem coisas que acontecem e Gramado e que deveriam ficar somente em Gramado.

Mas como eu sou cara de pau e metido a sem vergonha, resolvi colocar no YouTube meu videozinho pagando de Jedi do Star Wars.

O vídeo foi gravado com o pessoal da ESPM, no stand deles, no Centro de Eventos da UFRGS, durante o Gramado Cine Vídeo.

Pra conferir e dar risada:


23 agosto 2008

Campanha New Beatle

Confesso que fui surpreendido pela nova campanha do New Beatle, feita pela AlmapBBDO. Apesar de ser um carro que continua sendo voltado para um público com um poder aquisitivo maior, a nova campanha busca trazer o conceito de que "todo mundo adora esse carro". Com linguagem informal, o locutor vai introduzindo as mudanças que vão acontecendo no comercial, com um tom tanto divertido quanto irônico.

Trata de questões de etnia, sexo, gênero, sexualidade, raça, enfim, busca não discriminar ninguém, para que ninguém sinta-se excluído.

Além do vídeo, tem, também, uma peça impressa, que reforça o conceito de que "todo mundo adora" o New Beatle. Nele, uma das portas e o bageiro do carro estão abertos, de onde saem objetos que marcaram a infância de quem a viveu entre os anos 70 e 90. A assinatura, que complementa a idéia de que o Fusca passou na vida de milhões de brasileiros: "É um carro cheio de histórias pra contar".

Resta saber se os compradores do carro que, como eu disse, continua tendo um valor alto, vão concordar em pagar esse valor por um carro que "qualquer um pode ter". De qualquer maneira, essa campanha certamente vai conquistar a simpatia de todos pelo besourinho amarelo.

O vídeo da campanha:

21 agosto 2008

Palestra FUCK OFFLINE! O NEGÓCIO É SER ONLINE

Coviteeee

28/08 - Quinta-feira
20h30
No auditório da FABICO (Rua Ramiro Barcelos, 2705)

Palestra com os caras da W3 Haus.

Com Tiago Ritter (sócio W3Haus), Leo Prestes (criativo W3Haus, já trabalhou na competence, dez, escala, Singleton Ogilvy de Auckland, na Nova Zelândia ...) e Rafael Macedo (mídia W3Haus, também ja trabalhou na escala).

Pra quem não conhece a W3, dá uma olhada:
www.w3haus.com.br
www.blog.w3haus.co.uk

Feitoãm!

UPDATE: Valeu, Eric, problemas com datas solucionados :D

20 agosto 2008

De volta!

Gente, voltei de Gramado e essa semana está sendo uma loucura. Correria pra recuperar tudo que perdi enquanto estava por lá, correria pra agendar coisas pra agora, correria pra agendar coisas pra frente, enfim, uma loucura, mesmo.

Mas então, posso dizer que ter feito parte do time de imprensa tanto do Festival de Cinema de Gramado, quanto do Gramado Cine Vídeo foi uma grande experiência tanto profissional quanto pessoal. Ter de lidar com assessorias de imprensa de artistas e entidades, participar de coletivas, de exclusivas, fazer entrevistas com meus ídolos foi uma grande oportunidade, que eu só tenho a agradecer.

Foi tudo fantástico. No começo parecia que nunca ia acabar, estávamos lá há dois dias e parecia que estávamos há meses. Mas quando foi chegando o final, deu vontade de querer que aquilo nunca acabasse. Realmente, assistir ao filmes da mostra, fazer a cobertura de eventos, desfilar no Red Carpet são coisas que dão muita vontade de que nunca acabe. É, realmente, fantástico.

Infelizmente não pude fazer a cobertura paralela aqui pelo blog. Tanto por que meu note resolveu não funcionar na Serra (quem sabe foi pela pressão. hahaha) quanto por que realmente não dava tempo. Saíamos do hotel com pautas para cobrir de manhã, tendo que finalizar com a exibição dos filmes no Palácio dos Festivais, chegando no Hotel de volta só pela meia noite e ainda tendo que fazer reunião de pauta para o dia seguinte. Realmente, não tinha tempo para parar e fazer os posts aqui no blog.

Mas essa estadia de uma semana com certeza vai gerar belos vídeos, que serão postados aqui no Blog, em breve.

Só resta esperar. As decupagens das 50 horas gravadas por lá já começaram, daqui a pouco começam a surgir as matérias e eu coloco por aqui. E histórias de Gramado, também aparecerão por aqui, logo, logo.

12 agosto 2008

Primeiras impressoes *

* Postando do stand da SONY, com um notebook VAIO FW, que sera lancado no Brasil ate o final do ano. Texto sem acentos por que o teclado nao e' brasileiro e nao tem como alterar as configuracoes.


Aqui desde domingo, jah deu pra ver o quanto o Festival eh glamourizado por todo mundo. Eh engracado ver aquele mundareu de gente pendurada nas grades a beira do tapete vermelho soh pra ver as celebridades, passarem por ali, tentar conseguir um sorriso, quem sabe um autografo e uma foto.

Ter o privilegio de pisar no tapete nao eh grandes coisas. Qualquer um pode entrar e ter acesso aos glamourizados globais. Basta desembolsar algo em torno de R$80 pra dois filmes e uma gama de gente da TV. E o pior eh que tem gente que faz isso, mesmo. Tive que rir quando, no domingo, vi, chegando no palacio dos festivais, aquilo que eu achei que fossem personagens de filmes ou de algum seriado teen da televisao. Duas loirissimas (possivelmente de farmacia) com um cachorro. PRA QUE?!

Soh pra aparecer. Nem puderam entrar pra assistir os filmes (muita questao que faziam disso, tambem, ne). Soh queriam aparecer. E conseguiram. Foram entrevistadas pelo mendigo e pelo mano quetinho ex-panico, que estao na record agora.

Estar perto dos artistas faz a gente ver como eles sao gente como nos. Eles conversam, as vezes ficam de mau humor, falam mal dos outros (inclusive de fas), ligam para os pais no dia dos pais e tambem levam a familia para prestigiar o trabalho deles. Ou seja, mais uma vez confirmo que ver o mundo pela televisao eh muito diferente do que ver o mundo ao vivo. Tive que rir quando um garoto me viu com meu micofone na mao e meu camera logo atras, e me perguntou por que eu estava de mochila, que ninguem na tv usava mochila. Respondendo, confirmei pra ele que, realmente, ninguem usa mochila na TV, mas enquanto nao estao aparecendo, todo mundo eh gente normal. Mas que quando eu fosse gravar, tambem tiraria a minha mochila.

Eh engracado ver esses varios tipos de reacoes e a forma que o publico olha pra ti e te trata, soh por tu estar com duas credenciais no pescoco com livre acesso a todos os lugares do festival, assim como a todos diretores, atores e equipe.

Acabei falando demais e de forma meio confusa. Mas eh que estou de peh aqui, neam. By the way, em breve eu volto com novidades. E com fotos, espero!

Enfim, de Gramado

Infelizmente só estou conseguindo fazer a primeira postagem daqui da Capital do Cinema só hoje. Fui traído pelo meu notebook que tá teimando em não receber o sinal do wireless do Hotel e do centro de imprensa.

Parei agora, rapidamente, depois do debate do filme Vingança, de Paulo Ponns que tem Barbára Borges no elenco.

Só para dar notícias, depois do almoço eu faço um post decente.


PS: Tá chovendo e tá frio aqui, hoje

UPDATE: Já estou com meu note funcionando :B

09 agosto 2008

Entrando no clima de Gramado

Bom, amanhã estou partindo e a maratona do Festival de Cinema de Gramado e do Gramado Cine Vídeo vai começar, efetivamente.

Bom, ano passado alguns colegas e eu produzimos um curta metragem chamado TOC. Conta a história de Tomás, que é um rapaz com TOC – Transtorno Obsessivo Compulsivo – que resolve procurar tratamento adequado dos problemas dele para conquistar sua amada: Maria, a colega no novo emprego. A direção é desse que vos fala e o curta tem duração de 23 min. Em breve ele vai estar completo na internet, aí posto o link aqui.

Por enquanto, só tem o making of, que dá pra ter uma idéia de como que é!

Aí vai o vídeo do YouTube:
A próxima postagem será já da Capital do Cinema! Até breve!

07 agosto 2008

Mais novidades!

Template novo e novo endereço!

Agora, felipemarcel.com

Post pequeninho, em breve mais informações!
E qualquer erro na página, em breve serão arrumados!

06 agosto 2008

Novidades!

Alguns vieram me perguntar que história era essa de tietagem e, eles não sabiam, assim como alguns ainda não devem saber, também, que na semana que vem estarei em Gramado para fazer a cobertura do 36º Festival de Cinema de Gramado e do 16º Gramado Cine Vídeo, com a equipe do NEPTV e do Caderno 2. Claro que vou dar um tempinho para atualizar o blog sempre que puder, pra contar as novidades, as fofocas, os bastidores e colocar algumas fotinhos.

Vamos ter uma semana de mordomias e de muito trabalho. Sim, vamos estar na serra, no inverno, com artistas e tudo mais, mas vamos estar a trabalho. É bom não esquecer disso.

Ali em baixo tem a matéria que eu fiz e que foi ao ar esses dias, é sobre o lançamento do festival, que aconteceu numa coletiva de imprensa no Sheraton aqui de Porto Alegre. Gente importante, televisões, sites e jornais e um excelente bruch depois com direito a chocolates Lugano.

Delícia! Maiores informações em breve. Ah, pra quem tá achando que é moleza, estarei partindo NO DOMINGO, ÀS 06 DA MANHÃ. Muito cedo, sim, que merda.

PS: Pode ter gente que ache tosco, mas um dos homenageados é o Renato Aragão. Sim, o Didi. 


Por enquanto é isso. Câmbio desligo.

05 agosto 2008

Superexclusivo

UPDATE: Uma forma de conseguir convites pro site clique aqui.


Acho que agora tá virando moda criar outlets online. O Coquelux tem, agora, um concorrente, o Superexclusivo. Descobri que o Coquelux, aquele Clube fechado de vendas online apareceu depois do Superexclusivo, um site no mesmo esquema, que já é sucesso na Europa.

Recebi o convite hoje e já tem uma venda no ar. São roupas de Lorenzo Merlino com descontos de até 55%. Como sem o desconto essas peças de roupa não são nem um pouco baratinhas, mesmo por quase metade do preço, ainda acho que não vale a pena comprar. Até por que não achei nada bonito. Dei uma olhada nas peças masculinas e femininas, e, até em shopping dá pra achar alguma roupa parecida, por um preço melhor.

Mas, falando do site, eles também tem um sistema de indicações, só entra que é convidado. Cada novo integrante tem direito a convidar mais três pessoas... Ou então tem uma lista de espera, que eu não sei como funciona, por que recebi o convite. Eles prometem até 70% de desconto, também, além de peças de marcas como Cris Barros, Miss Sixty, Ralph Lauren, Reply e muito mais...

Quanto à estética, gostei mais da Coquelux. o Superexclusivo tem um logo que parece feito por amadores. Meio tosquinho, mesmo. Apesar de usar umas cores pra lembrar o ouro, é um pouco poluído e tem muita informação junta. O Coquelux tem um design mais leve, mais bonito e mais clean. Mas deixou um pouco a desejar na organização.


Vamos ver qual é a do Superexclusivo. Maiores impressões, em breve.

PS: Tenho convites do superexclusivo, querendo, é só pedir!

UPDATE: Uma forma de conseguir convites pro site clique aqui.

03 agosto 2008

30 julho 2008

Coquelux é Luxo?

Quando fiz o post comentando o surgimento da Coquelux, não imaginava que eles iriam tratar os seus usuários com tanto descaso.

Na última campanha que lançaram, com as peças da Zapping, adiaram o dia do lançamento por 3 vezes. E sem qualquer aviso prévio. No quarto adiamento, até eles tiraram sarro deles mesmo, anunciando que daquela vez seria "sem falta".

O engraçado foi que as compras tinham sido liberadas em um dia e então foram adiadas, mais uma vez. Aí, algumas pessoas conseguiram ver as ofertas, enquanto outras só receberam a notificação de adiamento. Digo isso por que eu tive acesso antes, ao contrário de amigos meus, que só tiveram no dia seguinte.

As ofertas estavam boas, mas acabei não comprando nada. A maioria dos descontos eram conseguidos em Shoppings nas liquidações de inverno, além de ter a vantagem de poder ver a peça, poder provar e então comprar.

Esses problemas acontecem, mas com tanta freqüência me parece desrespeito. Além de que hoje, quando deveria ocorrer as vendas da benedixt, o site está fora do ar! Sim, não tem aviso nenhum de mudança, simplesmente, a Coquelux está fora do ar!

E a Sofia ainda me diz por e-mail pra eu chegar cedo no site pra pegar as melhores ofertas. Que ofertas? Cadê o site?

Uma pena um site que tinha tudo pra ser excelente aprontar uma dessas.

Sofia, coloca o site no ar!

UPDATE: Por volta das 18:30 consegui acessar o site e encontrar uma luminária pela bagatela de R$2.000,00! Preços super acessíveis, gente!

22 julho 2008

O dia em que o Orkut caiu

Ontem foi trash, mesmo. De tarde comecei a ouvir comentários de que o Orkut estava cheio de problemas. Os Perfis das pessoas estavam sendo alterados. O avatar mudava, o nome mudava, o "about me" mudava, alguns álbuns sumiam, o Perfil da pessoa entrava no samba do crioulo doido.

Quando tu via, entre a lista dos teus amigos tinha alguém que tu nunca tinha visto na vida, nem tinha adicionado, nem nada. Ia averiguar e percebia que era o Fulano que teve o perfil supostamente invadido. Sim, supostamente, tava achando que o Orkut tava sendo hackeado ou alguma coisa parecida. Pessoal ficou louco, só esperando pra ver quando que o próprio perfil seria atacado.

Mas, quando menos se esperou, o Orkut entrou em manutenção. Aí começou a loucura no Brasil. No MSN um nick sem o comentário de que o site tava fora do ar era exceção. Vez ou outra, subia uma janelinha reclamando do sumiço, ou dizendo que o site tinha voltado, só de sacanagem. Não demorou muito pra começarem a surgir falsas notícias e boatos.

Manutenção por 180 dias, manutenção por 101 anos em homenagem à Dercy, enfim, piadinhas surgiram e rolaram soltas. Mas teve também repercussão em sites jornalísticos, como no G1, por exemplo.

Mas o mais louco é ver que o povo realmente pára sem o Orkut. E que isso gerou um buzz monstruoso na Net.

Esse gráfico, que a Raquel Recuero postou, mostra quanto aumentou o número de posts em blogs sobre o Orkut. Dá pra ver que ontem aumentou MUITO. O pessoal falou MUITO.

Foram algumas horas fora do ar, mas o suficente pra gerar mais de mil comentários em um único post poucas horas depois de publicado, em blogs que o fizeram durante a "crise". Dá pra ver que o povo realmente se importa com o Orkut e que, assim como a Raquel falou no post dela, já está virando um "artefato cultural da Internet Brasileira". Se o Orkut pára, o brasileiro pára também.

Orkut, não apronte mais essa com a gente, ok?

.

13 julho 2008

É proibido fotografar


Strictly No Photography é um site que reúne fotos tiradas exatamente onde não é permitido fotografar. Existe um monte de de categorias que vão desde como igrejas aos boxes da Fórmula 1, até às próprias placas de “Proibido Fotografar”. Mas boa parte do site é dedicada a fotos de obras de arte em galerias e museus – justamente o lado mais democrático do projeto.

O legal é que todo mundo pode ajudar a aumentar o arquivo do site. E, como eles pedem, quando fotografar, não esqueça de delisgar o flash!

.

09 julho 2008

Coquelux é Luxo

Essa semana recebi um convite pra participar de um clube de compras. Primeiro não entendi direito, mas aí entrei no site e vi do que se tratava.


Coquelux é um clube fechado pra compras online de produtos de marcas chiquérrimas a preços inacreditáveis. A idéia é de Pierre Emmanuel-Joffre, francês chic e bem-humorado, que foi gerente das marcas de champagne Moët & Chandon, Dom Pérignon e do cognac Hennessy, do grupo LVMH, e de Laurent Zago.

Trata-se de um clube fechado que disponibiliza pela internet, por tempo limitado, oportunidades de compra das melhores grifes nacionais e internacionais, com preços mais que especiais, graças a experiência e influência no comércio de luxo dos idealizadores.

A cada semana uma série pequena de produtos é oferecida por apenas dois dias. O primeiro evento começou na terça feira e acabou há pouco, à 00h de quinta. Perfumes e maquiagens de Givenchy, Acqua di Parma, Kenzo e Dior estavam ali, a apenas um click de distância.

Semana que vem tem peças da Zapping, dessa quero ver se acho alguma coisa interessante! Depois tem da BENEDIXT, com peças de design.

E o que é bacana é que ele também é super personalizado, o portal disponibilizará um serviço virtual de medidas, para ajudar na variação dos modelos e tamanhos europeus e americanos.

O site é bonito e super leve. Espero que dê certo!

Ah, pra entrar no clube, tem que ser convidado. Se alguém quiser, ainda tenho uns convites! Mas pede logo, antes que acabe!


UPDATE: Gente, desculpa, mas meus convites acabaram!

.

15 junho 2008

TV COM e seu novo logo. Novo?

Essa semana a TV COM divulgou a sua nova identidade visual e sua nova programação. Um logo bastante diferente do antigo, que sofreu uma mudança bem drástica, ao contrário do que aconteceu na sua última atualização tem me trazido alguns quaestionamentos.

Por que? Achei ele super simples e super parecido com outros já existentes, inclusive dentro do Grupo RBS. Veja bem:

A primeira semelhança eu percebi com o logo da CompuJob. Estava na rua e vi um outdoor enorme com aquelas duas bolinhas unidas com o nome deles dentro. No mesmo instante me lembrei da TV COM.


No final de semana estava zapeando de canais, quando passei por um jogo de futebol e vi lá, do lado do gol, um logo enorme com dua bolinhas juntinhas, uma do lado da outra. Dessa vez era da EMS, um laboratório.


E, por último, mas não menos importante, mas mais surpreendente: quando estava procurando as imagens pra esse post, no próprio site da TV COM, olhei um pouquinho pra cima e vi duas bolinhas formando o logo do site ClicRBS!



Gente! Como assim? Duas empresas do mesmo grupo me fazem um logo tão parecido! Não entendi essa. Não sou nem um pouco especializado em logotipia, só estou expressando o que pude perceber. Fui em busca de explicações do novo logo, mas não encontrei em lugar nenhum. Não pretendo criar aquele alvoroço ao estilo Vale x Calçados Vitelli, apenas quero apresentar essa possível desatenção (ou não) de quem aprova uma coisa tão parecida com outras.

Que coisa, não?


07 junho 2008

O Boticário é fantástico

Apesar de muita gente dizer por aí que O Boticário, só por que é brasileiro, não é coisa boa e que não sei mais o que, acho que eles lideram no quesito de qualidade em perfumes nacionais.

Lideram, também, quando se fala de suas propagandas. Cada vez mais eu admiro a forma que eles tratam os seus produtos e seus clientes. Sem apelos sexuais, com propagandas que poderiam ser interpretadas a mil olhos através da semiótica, O Boticário é simples, direto e tocante.

Esse ano, achei fantástica a campanha do Dia das Mães. Quem que tem um irmão nunca fez esse tipo de concorrência pra ver qual presente que a mãe mais gostou? A publicidade consegue tocar até aquele mais metido a machão. Sensibiliza qualquer um, e causou um buzz extremo à marca, além de que deve ter trazido excelentes resultados em vendas.


Depois me surpreendi quando veio a campanha que a Marília Gabriela se perdia. Apesar de não gostar dela como atriz, ali, ela tava interpretando ela mesma, no programa dela. Como admiro sua inteligência, assim como muitas pessoas também admiram, vê-la insegura, realmente é surpreendente.

Mas o que eu realmente quero falar é da campanha do Dia dos Namorados. Não achei o link no YouTube, mas, certamente, alguma peça, você já deve ter visto. Afinal, a campanha conta anúncios, outdoors, spot e veiculação casada nas revistas Trip e TPM, além de um hotsite. O filme mostra várias pessoas, uma em cada corte, cada uma falando uma palavra, que vai formando a letra da música "Água na Boca", da Rita Lee. No final, um quadro com uma frase contextualiza as imagens anteriores: "Vocês estão mais ligados do que imaginam", mostrando os perfumes Linked masculino e feminino.

As peças gráficas mostram casais que se unem pela tatuagem, que começa em um e termina no outro, parecendo uma só. O título é
"Para você e para a sua outra metade".

E, por fim, o hotsite, que está muito tri.
Ali, os usuários podem enviar mensagens através de "serenatas eletrônicas" com direito a foto e trechos de letras de músicas românticas de sucesso. Tem um link de playlist que tem várias músicas românticas, também, disponíveis pra ouvir online e pra baixar!

Tenho me orgulhado das campanhas dO Boticário, agora, espero a cada data comemorativa pra ver qual será a abordagem deles. Espero ser sempre surpreendido, e que eles não caiam na mesmice.

A agência que possui a conta dO Boticário é a AlmapBBDO.


16 maio 2008

limao.com.br? Não sei!

Essa semana na disciplina de Mídia que tenho na faculdade, minha turma recebeu a visita da representante comercial do Grupo Estado em Porto Alegre.

A moça chegou lá e se demonstrou bem despreparada pra passar informações, acabou caindo em contradições e ficou sem resposta para algumas perguntas, tendo que dizer que "não sabia o por quê" (!!) quando questionada pelos futuros publicitários.

O que eu pude extrair da palestra, foi que o site limao.com.br pertence ao Grupo Estado. Não fazia idéia a quem o site pertencia, nem qual era a sua verdadeira proposta e a que público ele era dirigido.

Pra descobrir essas informações, nada melhor do que ter usado a oportunidade e perguntar pra quem trabalha com isso, não é mesmo? Claro, e foi isso o que eu fiz. Só que, como resposta, a moça disse primeiro que "não sabia".

Reformulei a pergunta, comentando que o site aparentava ser direcionado ao público que estava entrando na Internet, só que ao mesmo tempo era um site muito pesado, e encontrava-se em um paradoxo, por que quem está iniciando na Internet, em geral, tem uma conexão mais lenta.

Com mais tempo pra pensar, enquanto eu perguntava, ela disse, então, que o site era direcionado pra um público jovem, ainda sem foco em classes sociais, por que o "o site ainda está em versão Beta. E tá em beta por que o público dele tá sempre mudando, aí o site vai mudando. E a gente só vai saber quando parar, aí tiramos o Beta.".

Inicialmente, achei tudo o que ela disse, uma grande besteira. Mas, depois de colocar o assunto em discussão com a Giseleh, ela concordou que a representante do Estadão pecou ao não saber responder a que público se direcionava o site, além de ter dito que quando o site parar de mudar, eles vão tirar o Beta.

"Só que entendendo um pouco do assunto, sabemos que não existe isso de "parar de mudar". Por outro lado, as pessoas adotam as tecnologias para usos que quem desenvolveu não pensou, talvez por isso ela ache cedo para dizer qualquer coisa sobre o público que está usando. Por outro lado, algum público alvo eles devem ter em mente, já que tem todo um investimento de mídia, como na TV."

Tudo bem, é possível que eles realmente estejam testando o site, inicialmente, mas, a maneira como a representante respondeu, demonstrou que não sabia do que estava falando. Ela não tinha domínio sobre o produto que ela mesmo vende. Foi despreparada pra palestra, só leu slides - isso quando não passou-os direto, sem nem comentar o que diziam.

A palestra foi triste, por que enquanto queríamos ter um contato com alguém do mercado, que tenha conteúdo e boas informações pra nos passar, tudo que ela falou qualquer um de nós poderia ter falado.

07 maio 2008

Blogs e as Notícias

Desde que os Blogs começaram a ter uma visibilidade maior, eles passaram a servir, também, como fontes de informação. Aí, começou uma intriga entre os jornais e os blogueiros.

Os jornais passaram a criticar que os blogs não têm a credibilidade que um jornal tem. E que eles não são jornalistas profissionais, logo, não poderiam estar difundindo "notícias".

Os blogueiros, é claro, defenderam a sua posição. Um blog influencia e é influenciado pela televisão, rádio, jornal, etc e é capaz de disponibilizar conteúdo de forma extremamente fácil, de forma bastante informal.

Recentemente teve um episódio de uma notícia inventada que foi difundida pela blogosfera e que acabou saindo nos jornais. Era sobre um cara que tinha operado os dedos, pra ficarem mais finos pra que ele pudesse manusear de forma mais simples o seu iPhone. De tanto que os blogueiros publicaram, os jornais acabaram nem checando pelas informações e simplesmente publicaram como se fosse um fato verdadeiro. Só que na verdade nada disso tinha acontecido. Diz-se que foi uma pegadinha pra provocar os jornalistas, pra mostrar que até mesmo um jornal conceituado pode errar, e que eles não deveriam contestar a capacidade dos blogueiros em difundir notícias.

Mas, como tudo que dá certo é copiado, depois de serem temidos e criticados, os blogs passaram a servir de modelos para diários digitais desses grandes jornais que os menosprezaram tempos atrás. Só que a maioria desses blogs jornalísticos, tem como intenção somente atrair a atenção dos leitores, deixando para segundo plano a interação com eles, já que em muitos casos os espaços de comentários são censurados, ou até nem existem.

Aproveitando o tema, vou colocar aqui a matéria sobre a peça Inimigas Íntimas, que estava em cartaz aqui em Porto Alegre. Infelizmente, a temporada já acabou, mas em breve as gurias devem estar de volta pra tirar boas risadas do público!



29 abril 2008

Colcci

Quem se lembra do bonequinho ridículo que era o logo da Colcci em meados dos anos noventa? Um bichinho feioso estranho, com orelhas compridas e caídas, amarelo, se não me engano. E, mais, quem se lembra como eram as pijamas roupas que a Colcci vendia?

UPDATE (08/07/2009): Encontrei uma imagem com o Bonequinho! (via @paulogabriel RT @gabi_oliveira)
 


Eram umas roupas básicas super baratinhas, focado no público pré-adolescente. As peças não tinham nada de diferente grandes diferenciais em termos de design ou qualidade.



Pouca gente sabe, mas, de repente, a Colcci sumiu. Briguinhas e mágoa de miguxa entre os miguxos sócios e ladroagem má administração levaram ao fechamento das lojas por um tempo e ao desaparecimento da grande marca no cenário das confecções brasileiras.



Aí, depois de um tempão, a marca reapareceu no mercado. Mas aí apareceu com outro posicionamento perante o mercado. Abandonou a chinelagem o negócio de "básico e barato" pra entrar para o mundo fashion. Com novos estilistas, as roupas ficaram mais ousadas, a marca começou a ser reconhecida como uma grife de moda, e não como uma simples lojinha de roupas. O layout e design dos pontos de venda também foram remodelados, copiando seguindo o estilo de lojar tradicionalmente fashion, como Forum, Ellus e Zoomp.



Mas, simplesmente chegar no mercado e dizer "Oi, mudei, agora sou uma loja de roupas caras. Paguem o preço que eu quero." depois de ser uma loja de roupas simples, não cola e nem rola. É aí que entram em ação os chamados mavens.



Por quê? Por que o que é moda só entra na moda se for difundido pelos formadores de opinião. Gente que tem prestígio e visibilidade. Na época, quem estava - e está - bem na fita era a gaúcha Gisele Bündchen. Gisele, com sua graça, beleza e persuasão, conferiu não só a legitimidade que a Colcci precisava para adentrar no universo fashion, como também atraiu os olhares para uma marca que estava há muito tempo sumida e que precisava ser relembrada.



Aí, ao ver uma rede de lojas com roupas modernas, sendo divulgada por uma modelo reconhecida, um expertise em moda vai passar a desejar e usar a marca e vai indicá-la para os seu conhecidos, que, por sua vez, vão indicar para os seus outros conhecidos, gerando buzz para a marca.



Esse caso trata-se de uma estratégia de mudança de posicionamento de uma marca no mercado. É discutível se realmente foi um reposicionamento, pois houve um longo período separando os dois momentos da marca. Mas, como a imagem de uma lojinha simples permanecia entre os consumidores, pode-se dizer, sim, que foi uma ação de reposicionamento, de upgrade de marca.



Essa é apenas mais uma prova sobre a importância da imagem hoje: Gisele Bündchen funcionou como uma garantia pública da transformação pela qual a marca passou.


Inspirado e utilizando termos de O Ponto de Desequilíbrio, de Malcolm Gladwell

23 abril 2008

Folksonomia!

Esses dias tava procurando por uma imagem no Google Imagens e não achava. Aí fui procurar no Google em inglês e descobri uma ferramenta bem tri que tem lá: o Google Image Labeler.

É um esquema no estilo joguinho que eles criaram pra adicionar tags às imagens que estão catalogadas por lá. Tu sempre joga com uma outra pessoa, funciona como uma disputa de duplas, onde o objetivo é relacionar palavras às imagens que aparecem a cada round. Quando uma palavra coincide, o primeiro a escrever pontua.

Não se ganha nada ao final de tudo, mas vale pra passar o tempo e ajudar a Folksonomia.

_________________________________

Ron Mueck

Foi nessa busca por imagens que eu tava fazendo, que eu encontrei, por acaso, esculturas de um artista que me deixaram fascinado pelo realismo de seus traços. Trata-se de Ron Mueck, um cara australiano que vive em Londres e começou fazendo brinquedos pra ele mesmo brincar.

“Menino Agachado” 2001 Bienal de Veneza

Depois, passou a produzir materiais pra publicidade e pra efeitos especiais em filmes. Foi só um passo a mais pra ele se tornar um escultor de renome internacional. Suas obras de arte não são em tamanho natural, mas nem por isso deixam de ser realistas. Em gigantes ou em miniaturas, a riqueza de detalhes é marca registrada dele.


O acervo dele está espalhado por galerias no Mundo, vale a pena procurar pelas imagens.

“Na Cama” 2005


Ficadica ;)

19 abril 2008

Novo layout!

Tô tentando fazer esse post, mas o blogger de merda não permite que eu coloque título nele...

Esse é o super post de estréia!

Sem título! Mas com template novo!

Quando os títulos voltarem, mais posts!

Enjoy it! (;

UPDATE: Consegui reabilitar os Títulos! Tinha desabilitado por burrice sozinho! E tudo graças ao maravilhoso botão de ajuda do Blogger!

14 abril 2008

Caderno 2

Caderno 2 é um programa produzido pelo pessoal eu tô junto! do NEPTV, que é o Núcleo de Ensino e Produção de Vídeo lá da FABICO.

É um programa sobre cultura, música, teatro, enfim, um monte de coisa legal e é feito por gente da Universidade.

Ele vai ao ar no Canal 15 da NET POA, na UniTV, nos seguintes horários: Quarta, às 14h30min e às 21h30min e Sexta, às 18h30min.

Semana passada falei da minha matéria sobre o FILE, e, quem não pode assistir na TV, tá no YouTube.




Essa semana eu apresento o programa, e tenho uma matéria sobre a peça de teatro Inimigas Íntimas, que é excelente! Quem ainda não assistiu, aproveita até o dia 20 de abril, pra ir lá na AMRIGS dar boas risadas!

Boa semana pra todos!

Update: Bonitos são os vídeos relacionados à matéria no YouTube.

13 abril 2008

Redes Sociais?

Tava pensando o que ia falar sobre isso sem que ficasse uma coisa chata e teórica. Aí me lembrei que o Orkut é baseado numa Teoria dos seis graus de separação, onde uma pessoa está conectada a qualquer outra por uma rede de no máximo cinco amigos intermediários.

E lembrei que quando tu entrava no profile de um desconhecido, apareciam quem eram as pessoas que estavam fazendo essa intermedição tua com tal criatura. Aí foi eu beeeem feliz caçar no Orkut.

Abri as melhores comunidades que eu tô e fui clicando em profiles aleatórios. Coitadas das pessoas, que vão perder um posto na lista de visualizações pra mim, um desconhecido. Aí depois de abrir 15 milhões de profiles, fui ver quem que estava lá fazendo as ligações, e: SURPRESA!

O Orkut não tem mais essa funcionalidade! Foi o que eu pude perceber, pelo menos. Que legal, mas não é por isso que eu vou apagar esse post e procurar outra forma de falar disso. Aí fiquei puto e tentei descobrir se tinha em outro lugar. Mas não tem mais. Ele só mostra quem são os amigos em comum que tu tem com a pessoa. Mó sem graça. Só por que eu queria fazer uma coisa tri, não deu certo. Mas tá. Tentei. Oooooooooooooookay (Y).

06 abril 2008

20 anos :x

Geeeente, hoje completo duas décadas.

Ai que horror. Mas tá, paciência, todo mundo fica mais velho.
Comemorações desde sexta-feira, bumbando o final de semana!

Agora, chega de festa e bora começar a semana, por que eu apresento um texto na aula da Giseleh oO

Boa semana pra todo mundo!

31 março 2008

FILE!

Semana passada não teve aula!

Quer dizer, não teve aula na sala de aula, por que fizemos uma saída-de-campo. Mas não foi igual do colégio, por que não saiu todo mundo junto dentro de um ônibus fazendo bagunça e cantando aquelas clássicas musiquinhas de excursão com a turma. E, também, por que a professora chegou depois dos alunos, né. Aí a gente ficou fazendo correria por lá sem que ninguém nos mandasse parar.

Gostei da exposição do Festival, mas confesso que esperava por mais interatividade. Mais instalações onde pudesse pular, correr, brincar, fazer sujeira, ao invés de somente contemplar fingindo que entende alguma coisa.

Fiz uma matéria sobre o FILE que vai ao ar no Canal 15 da NET, na UniTV nos seguintes horários: Quarta, às 14h30min e às 21h30min e Sexta, às 18h30min. Ou seja, tem três horários pra assistir, não tem como perder. Mas, se tu for uma pessoa muuuuuito ocupada, semana que vem eu coloco no YouTube e ponho um link aqui!

Depois da exposição ainda rolou um Capuccino com um bom papo no Café do Cofre. Mas, como o Athos já disse, "mas isso já é história pra outro post (ou não... ihi)".

Boa semana, até a próxima!


Update: Não agüento mais o template desse Blog. PRECISO mudar.

24 março 2008

Ai, God

Como o Athos já disse no Blog dele, a Giseleh pediu que a gente postasse qualquer coisa e como eu não quero perder nota, eu tô postando. Assim como o colega disse, falar de cultura inútil e de coisas sem embasamento intelectual é super bom por que ficar só falando dos textos teóricos da academia às vezes cansa.

Mas tá, tem tanta futilidade no mundo que quando se tem a liberdade pra falar o que quiser, eu fico até perdido. Fazia tempo que queria falar sobre, resolvi, então, falar do Big Brother.

Posso dizer que fiquei tri decepcionado com essa edição. Não sei por que, mas parece que as edições de número par do BBB nunca emplacam. No início achei que essa seria uma bacana, mas ficou claro que virou uma disputa entre a produção do programa e os participantes. Inventaram o tal do monstro, o Big Fone, criaram intrigas, tudo pra ver se dava um jeito na audiência. Não deu muito certo. E, na final, ficou uma mosca morta que tá com a maior probabilidade de receber o R$1 milhão.

Numa aula da Fabico, esse semestre, fiquei sabendo que os direitos do BBB pertencem ao Boninho e ao Bial. E que eles compram o espaço na Globo, e terceirizam várias etapas da produção. A Globo ganha com os anúnciantes e eles, com as ligações e tudo mais que entra de verba por dentro do programa. Dizem que o programa vai até o número dez. Mas é sempre uma decepção cada nova edição que eu não sei se chegam tão longe...

Eu torcia pra Diva gaúcha, pra Nat. TODO mundo torcia pra ela ficar no último paredão. Até a Ana Maria Braga torcia pra ela. Mas aí, o povo do Nordeste como não deve ter computador deve ter grudado no telefone celular e comprado créditos só pra votar, por que o telefone normalmente só deve receber chamadas e ter ligado e mandado mensagem a fuzel. Por que só eles pra defender aquela mulher nojenta do cabelo ruim! Só que ela tá na final. E tudo indica que o povão lá vai dar o prêmio pra ela. Façam o que quiser! Não tô mais nem aí, o BBB não me empolga mais.


PS: O BBB foi uma bosta, mas o blog Big Bosta Brasil fez ele ficar um poquinho melhor.

BlogBlogs!

Não, esse não é o post de tema livre!

Finalmente descobri como que se reclama pelo meu blog no BlogBlogs. Aí eles mandaram carinhosamente pediram que eu colocasse esse código no meu Blog.

BlogBlogs.Com.Br

Pelo que eu vi, é só um link, mesmo e não um código que rouba minhas senhas e manda e-mails pra todo mundo. Acho que serve pra quem tem esse serviço me localizar. Portanto, clica ali e me linka!

E, pra quem tem Twiter e quiser me seguir, essa é minha conta: https://twitter.com/felipemarcel

Confesso que é um serviço bem de nerd, mas é viciante, não consigo parar de atualizar beeem legal!

17 março 2008

Web 2.0

Geeeeeeeeeeeeeeente, eu tenho que postar. Logo se vê que eu não tenho uma rotina de blogueiro. Se tivesse, já estaria com meu blog cheio de posts e teria comentado nos outros blogs ao invés de simplesmente ter visitado eles.

A Web 2.0 chama-se assim, não por que a internet tá fazendo 20 anos assim como eu vou fazer no dia 06 de abril, e sim por uma brincadeirinha dos nerds que inventam isso de que é uma "atualização", uma "nova versão" da internet que se conhecia quando as bonitas acessavam o site da Turma da Mônica e o Chat do UOL pra conversar com os amiguinhos.

A "nova internet" permite uma interatividade muito maior entre quem a faz e quem a lê. Por exemplo, eu, nesse meu lindo humilde blog sou mais um fazedor de conteúdo da Web 2.0. Tudo bem que eu tô lá na na pqp pontinha mais pequena da tal "Long Tail" ou Cauda Longa, que eu não vou explicar o que é o meu colega Maurício Thomsen explica nesse post.

Na Web 2.0 qualquer um pode criar conteúdo. Qualquer um pode virar celebridade. Até eu, como diretor-ator-produtor dum clipe ou de um "comercial" que estão no YouTube que eu não vou postar os dois links. Qualquer um pode fazer qualquer coisa. Se antes tudo já era possível, agora tudo-vezes-o-infinito-vezes-a-ida-da-terra-até-a-lua-mais-a-volta pode ser feito.

E então? Tá esperando o que? Sijoga e faz a festa, quem sabe tu não vira a tosca da Mari Moon e cai na MTV?

Boa semana, pessoal, beijosmeliga.

10 março 2008

Claro que eu não sei o que é cibercultura

Todo dia eu TENHO que acessar meu Orkut pra ver se ninguém mandou scrap ou alguma fofoca por depoimento falando coisas importantes, claro. Aí também dou uma olhada nos e-mails, inclusive na pasta Spam, por que, vai saber, né? Vai que tem algo importante que o Sr. Gmail julgou ser lixo? Tem que ficar de olho. De vez em quando, ainda dou uma olhada no meu extrato pelo home banking pra ver se não gastei demais me certificar que minhas aplicações estão rendendo. O MSN tenho que deixar sempre aberto, nem que seja no Aparecer Offline. O celular já faz parte do meu corpo. Fica sempre perto de mim, pra receber uma mensagem ou uma ligação a qualquer momento e o iPod ligado faz minha vida ter trilha sonora, com músicas baixadas ilegalmente da Internet.
É claro que existem muito mais coisas que eu faço todos os dias, mas só citei algumas que utilizam de aparatos tecnológicos que me fazem interagir com o Ciberespaço da tal Cibercultura que eu imaginava ser um mundo de robôs que já estamos vivendo há algum tempo e que nada tem a ver com o mundo dos Jetsons como já cheguei a imaginar.

"Trata-se assim de compreender a emergência de cibercidades [...], as nova práticas comunicacionais no ciberespaço (e-mail, listas, weblogs, jornalismo online), as novas relações sociais eletrônicas e as práticas comunicacionais pessoais (weblogs, webcams, chats, icq, listas), [...] e a nova configuração comunicacional (liberação do pólo da emissão) da Cibercultura."

LEMOS , André. Cibercultura. Alguns pontos para compreender a nossa época. In: Olhares sobre a cibercultura. Porto Alegre: Sulina, 2003.

Enfim, meu blog

Tudo bem, tudo bem, me rendi ao mundo dos Blogs. Certo que foi uma obrigação solicitação de uma duas disciplinas da faculdade, mas, estamos aí. Verei se vou agüentar continuar depois que o semestre acabar...
Quem sabe, quem sabe...




01 março 2008

Quem é Felipe Marcel?

Felipe Marcel é um Publicitário que trabalha com Marketing. É formado em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e tem 22 anos.

Já atuou na Área de Pesquisa no Departamento de Marketing Corporativo do Grupo RBS, já trabalhou na Disney; já dirigiu e apresentou o programa Caderno 2, veiculado pela UNITV, Canal 15 da NET PoA; já fez a cobertura do Festival de Cinema de Gramado e do Gramado Cine Vídeo de 2008; já liderou a equipe do Press Team do UFRGSMUN de 2007; já atuou em peças de teatro em sua adolescência e hoje trabalha na área de Marketing do jornal Zero Hora e Diário Gaúcho, com Análise de Mercado.

Para entrar em contato, acesse o link de Contato.

Contato

E-mail:
contato felipemarcel.com


Twitter:
@felipemarcel